UbuntuView

UbuntuView #3: Entrevista com Úrsula Junque, da Canonical

Antes tarde do que nunca: conforme prometido, hoje é dia de UbuntuView. Nesta semana contamos com a presença da brasileiríssima Úrsula Junque, que além de desempenhar um excelente trabalho na Canonical sempre está auxiliando a acertar as coisas no Time de Tradutores do Ubuntu e também no Ubuntu-BR.

UbuntuView #3: Entrevista com Úrsula Junque, da Canonical

Úrsula Junque

1. Quem é Úrsula Junque?
Meu nome é Úrsula (Cristina Ferreira) Junque, mais conhecida por Ursinha. Assim você me acha no Launchpad, IRC, Twitter, Facebook, Last.fm, …, nomeie uma rede social e a Ursinha está lá. :) Tenho 29 anos e moro em Campinas, interior de São Paulo, onde nasci e fui criada. Torço pro Bugre campineiro e sou fanática por Pearl JamBattlestar Galactica. Sou muito apaixonada pelo que faço, e mexo com computadores desde que tinha 12 anos. Uso Linux desde 2002, e Ubuntu desde 2005. Me formei em Ciência da Computação pela Unicamp em 2007, e desde então só tenho trabalhado com Linux. É uma coisa linda de Deus. :)

2. Qual é seu trabalho na Canonical e na comunidade Ubuntu?
Na comunidade Ubuntu comecei participando com suporte no IRC, isso foi em 2008. Desde então tenho estado as voltas com o Ubuntu, de um jeito ou de outro. Sempre gostei muito de ajudar as pessoas, e o espirito amigável da comunidade do Ubuntu me fez querer participar mais e mais dela. E cá estou! Na Canonical atualmente trabalho como “Analista de defeitos”, o que não diz muito por si só mas em linhas gerais é a pessoa que olha todos os problemas que o Ubuntu está tendo e tenta ver quais devem ser arrumados primeiro, quais afetam mais pessoas e coisas assim. Eu gosto muito do que faço, é legal ser paga pra isso. :)

3. O que motivou você a envolver-se com a comunidade Ubuntu?
A primeira coisa foi quando li o Código de Conduta. Achei aquilo uma coisa tão linda, porque expressa exatamente a conduta respeitosa que eu gostaria que todos tivessem em qualquer comunidade. Me senti feliz e protegida em fazer parte da comunidade do Ubuntu. Infelizmente ainda existem vários no meio Linux que acham que Linux é só pra “hackers” ou experts, e que não tem respeito algum pelos novatos. Como o Ubuntu é o “Linux pra seres humanos”, gosto de saber que posso defender os iniciantes tendo o Código de Conduta para me dar respaldo. Perto de mim, ninguém abusa de novatos não! A pessoa que me motivou a participar mais e me fez continuar engajada foi André Gondim, meu grande amigo que já se foi deste plano. Junto com ele trabalhei nas traduções por vários ciclos, e também junto com ele vim a fazer parte do Conselho da Comunidade Ubuntu Brasil. Ninguém fez ou vai fazer tanta falta pro Ubuntu quanto ele!

4. Quais suas expectativas quanto ao 12.04?
Bem, por se tratar de uma LTS, espero uma release estável logo de início. Sei que os desenvolvedores trabalham incansavelmente pra que essa seja uma release realmente “precisa” (pun intended ;). Muitas sessões na última UDS foram sobre testes e garantia de qualidade, então podemos com certeza esperar que esta release seja confiável e estável.

5. Como é trabalhar para Canonical?
Sou suspeitíssima pra falar. Desde o momento que entrei na empresa, em julho de 2008, adorei cada momento do meu trabalho. As pessoas são extremamente competentes e todos trabalham em prol da qualidade do que se faz, então você não ve pessoas se colocando entre você e o que você quer fazer a não ser que tenham um motivo muito consistente. É um ambiente de muito respeito, e é um prazer enorme ser corrigido por pessoas que só de estarem ao seu redor já ensinam muito. Eu me sinto uma eterna aprendiz, e sou muito grata por esta oportunidade. :) Poder trabalhar por algo em que acredito pessoalmente, que é o Ubuntu, me dá um prazer imensurável.

6. Qual o trajeto até você atingir o atual posto na empresa?
Bem, trabalhei por três anos no projeto Launchpad, e depois disso resolvi me arriscar no Ubuntu. Então fiz entrevistas e tudo mais, e consegui o trabalho de Defect Analyst no time de Ubuntu Server. Atualmente faço isso no time de Ubuntu Server e Desktop. Antes de trabalhar na Canonical, trabalhei na IBM, no LTC (Linux Technology Center), com uma distribuição derivada do Ubuntu. Ou seja, de uma forma ou de outra, eu já vim trilhando esse caminho há alguns anos. :)

Essa é uma tendencia que vejo nas empresas mais novas, como CanonicalGoogle e outras: você não é o que diz seu currículo, você é o que uma pesquisa no Google retorna. Sua experiência está nas linhas de código que você assinou nas árvores de desenvolvimento públicas, nas contribuições que fez em projetos aqui e ali, documentações que escreveu, fóruns em que atuou; você é o que você fez. Como diria o cara da Finlândia, “talk is cheap, show me the code“. ;)

7. Deixe uma mensagem para a comunidade brasileira do Ubuntu.
Por favor, apareçam! hahahaha… Brincadeiras a parte, é muito complicado conseguir unir a comunidade toda do Brasil, pois vejam o tamanho deste país… Se você tem força de vontade, algum tempo disponível e quer ajudar a difundir o Ubuntu no Brasil, manifeste-se! Mande e-mails, tuite, cutuque no Facebook; nós precisamos saber onde você está e precisamos de você! ursinha no Gmail ou “ursinha AT ursinha.net”: me mande um e-mail, e eu irei até você. :)

Gostou da entrevista? Deixe seus comentários!

E não esqueça: siga o blog Ubuntu-BR-SC no Twittercurta nossa página no Facebook e assine nosso feed RSS!

Assine nossa newsletter!

Quer receber as novidades mais recentes do Ubuntu na sua caixa de entrada? Informe seu e-mail e clique em Assinar.

  • Assine o feed RSS
  • Siga o Ubuntu-BR-SC no Twitter
  • Curta o Ubuntu-BR-SC no Facebook
  • Ubuntu-BR-SC no Google+
  • Canal do Ubuntu-BR-SC no YouTube


  • Consultor WordPress trabalhando para Copyblogger. Técnico de TI na Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do Conselho da Comunidade Ubuntu Brasil, Ubuntu Member e fundador do blog Ubuntu-BR-SC.
  • benjamimgois

    Muito boa a entrevista, eu não sabia que a Ursinha trabalhava na Canonical. Show de bola e + 1 ponto para o Brasil.

  • Tiago

    Excelente. Já havia encontrado algumas dicas dela na rede. E também não sabia que trabalhava na canonical. Mas tá no lugar certo. Todo esforço é recompensado de alguma forma.

    • Fernando Basso

      O meu filho (10 anos na época) vivia puxando assunto com ela no #gentoo-br. :) Legal ver mulheres tão competentes como ela trabalhando com TI e principalmente, Linux!

      • benjamimgois

        Muito boa a entrevista, eu não sabia que a Ursinha trabalhava na Canonical. Show de bola e + 1 ponto para o Brasil.

        • Fernando Basso

          O meu filho (10 anos na época) vivia puxando assunto com ela no #gentoo-br. :) Legal ver mulheres tão competentes como ela trabalhando com TI e principalmente, Linux!

          • chronosbox

            AH saudade do #gentoo-br, epoca muito boa de mto assunto bacana :)

      • Felipe Prenholato

        AH saudade do #gentoo-br, epoca muito boa de mto assunto bacana :)

        • Tiago

          Excelente. Já havia encontrado algumas dicas dela na rede. E também não sabia que trabalhava na canonical. Mas tá no lugar certo. Todo esforço é recompensado de alguma forma.

  • Tiago

    Excelente. Já havia encontrado algumas dicas dela na rede. E também não sabia que trabalhava na canonical. Mas tá no lugar certo. Todo esforço é recompensado de alguma forma.

  • Fernando Basso

    O meu filho (10 anos na época) vivia puxando assunto com ela no #gentoo-br. :) Legal ver mulheres tão competentes como ela trabalhando com TI e principalmente, Linux!

    • http://devwithpassion.com/ Felipe Prenholato

      AH saudade do #gentoo-br, epoca muito boa de mto assunto bacana :)

  • benjamimgois

    Muito boa a entrevista, eu não sabia que a Ursinha trabalhava na Canonical. Show de bola e + 1 ponto para o Brasil.

Assine!

Quer receber as novidades mais recentes do Ubuntu na sua caixa de entrada? Informe seu e-mail e clique em Assinar.

  • Assine o feed RSS
  • Siga o Ubuntu-BR-SC no Twitter
  • Curta o Ubuntu-BR-SC no Facebook
  • Ubuntu-BR-SC no Google+
  • Canal do Ubuntu-BR-SC no YouTube

Mais comentados da semana

Posts recomendados