Stabyourself: entrevista com os criadores do game Mari0

Stabyourself: entrevista com os criadores do game Mari0

Stabyourself.net é o estúdio indie por trás do game Mari0, uma fusão entre os games Super Mario Bros e Portal. Já falei sobre o game no post Mari0: Fusão de Super Mario Bros e Portal, mas resumidamente, o game dá ao encanador bigodudo a possibilidade de usar uma portal gun da galinha de ovos de ouro da Valve, Portal.

Escolha dos mapas do jogo Mari0

Portal ou Mario? Qual seu pack de mapas?

O estúdio foi criado e é mantido por duas pessoas: Maurice Guégan, da Alemanha e Sašo Smolej, da Eslovênia. Enquanto Maurice cuida da programação e criação dos jogos, Sašo cuida do website, dos servidores e também é bug tester.

Para saber mais sobre como o estúdio foi criado, como surgiu a ideia para o game, entre outras coisas, conseguimos uma entrevista com os criadores do estúdio Stabyourself.net que você pode conferir abaixo. Vamos lá?

Stabyourself: entrevista com os criadores do game Mari0

1.) Quando e como a Stabyourself.net foi criada?

Sašo: o estúdio Stabyourself.net foi criado em março de 2011. Maurice precisava de um website para mostrar seus projetos com a engine Löve, então me ofereci para criar um visual bonito e uniforme. Assim nascia o estúdio Stabyourself.net.

2.) Quem está por trás da Stabyourself.net e do game Mari0?

Sašo: Maurice é o programador. Ele é responsável por, basicamente, todo o código e recursos do jogo. Eu sou o desenvolvedor web. Mantenho o site rodando e ajudo o Maurice quando ele precisa de uma mão.

3.) Da onde vocês tiraram a ideia de fundir Super Mario Bros e Portal?

Maurice: Eu vinha criando um clone de Super Mario Bros como experimento desde janeiro, e quando o pessoal do Dorkly Bits fez um vídeo sobre essa fusão 3 meses depois, pensei “Hey, eu posso fazer isso!” e comecei a trabalhar no projeto.

4.) Qual foi a principal motivação do estúdio?

Maurice: Ser incrível. O tráfego massivo que recebemos no site quando Mari0 ganhou a atenção da mídia também foi uma grande motivação.

5.) Qual o software que estão usando para criar Mari0?

Maurice: Notepad++ é a ferramenta principal e, claro, vários editores de imagem. Também utilizamos um emulador de NES chamado Nestopia para ver como o game e as atitudes dos inimigos estão em relação ao Super Mario Bros original.

6.) Quais as dificuldades que vocês enfrentaram ao desenvolver o game Mari0?

Maurice: Achar um meio termo entre a exata replicação e a inclusão da portal gun. Um exemplo disso são os níveis debaixo d’água. A portal gun não deveria funcionar debaixo d’água, mas ter um nível inteiro onde você não pode usar a sua arma principal seria sem sentido.

7.) Como o nome “Mari0″ apareceu?

Maurice: Não consigo lembrar, mas o motivo pelo qual decidimos ficar com o nome foi que o Google não o corrige, então fica fácil de encontrar.

8.) Mari0 terá suporte a joysticks e outros idiomas, como português do Brasil?

Sašo: O game terá suporte a joysticks, mas não terá suporte a outros idiomas. Adicionar suporte a idiomas nesse estado de desenvolvimento apenas traria mais atrasos ao projeto. Não há muito texto no jogo de qualquer forma, então qualquer pessoa com entendimento básico do inglês conseguirá jogá-lo tranquilamente.

9.) A pergunta que não quer calar: Temos alguma data para lançamento?

Sašo: O primeiro release sairá no dia 3 de março deste ano.

10.) Qual a opinião de vocês em relação a atual situação da indústria indie?

Sašo: A indústria está indo bem. Crowdfunding e a internet num geral permitem o crescimento de ideias interessantes e originais, mas é um pouco difícil de ser notado.

11.) Como última questão, que mensagem vocês podem deixar para os leitores do blog Ubuntu-BR-SC que sonham em entrar no mercado de games indie?

Sašo: A Internet fornece um campo muito grande de oportunidade para todo os tipos de pessoas e ideias, mas para que você obtenha o alcance desejado, é preciso investir: seu tempo e suas habilidades, e dependendo do quão grande você começa, dinheiro também. E ah, muitos sites pela web possuem muitos visitantes que advém de países que falam a língua inglesa ou que, pelo menos, sabem ler o inglês básico. Tenha isso em mente quando for iniciar um novo projeto, apresentação ou site! Usar o português é importante mas oferecer essa segunda língua como uma escolha vai incrementar, e muito, a quantidade de pessoas que olham para seu site diariamente e aumentar as suas oportunidades no campo.

Considerações finais

Quero agradecer ao Maurice e ao Sašo por terem respondido nossas perguntas mesmo com o lançamento do game quase aí. Mari0 promete ser um dos melhores games indie da atualidade e estamos muito ansiosos para seu lançamento.

Vale lembrar que como o game está sendo criado com a engine Löve, Mari0 terá suporte ao nosso amado Linux, assim como será gratuito. Mas Mari0 não é o único game que o estúdio está trabalhando. Acesse o site oficial e confira os outros projetos.

A propósito, os créditos para a imagem que ilustra esse post vão para o usuário Austin, que pintou o logo do estúdio a mão e postou no fórum do estúdio.

E aí, gostaram da entrevista? Quem vocês acham que deve ser o próximo entrevistado? Faltou alguma pergunta? Deixe seu comentário abaixo! Podemos enviar as perguntas para o estúdio Stabyourself.net e adicionar a entrevista :)

E não esqueça de seguir o blog Ubuntu-BR-SC no Twittercurtir nossa página no Facebook e assinar nosso Feed RSS para estar sempre por dentro das novidades do blog!

Assine nossa newsletter!

Quer receber as novidades mais recentes do Ubuntu na sua caixa de entrada? Informe seu e-mail e clique em Assinar.

  • Assine o feed RSS
  • Siga o Ubuntu-BR-SC no Twitter
  • Curta o Ubuntu-BR-SC no Facebook
  • Ubuntu-BR-SC no Google+
  • Canal do Ubuntu-BR-SC no YouTube


Assine!

Quer receber as novidades mais recentes do Ubuntu na sua caixa de entrada? Informe seu e-mail e clique em Assinar.

  • Assine o feed RSS
  • Siga o Ubuntu-BR-SC no Twitter
  • Curta o Ubuntu-BR-SC no Facebook
  • Ubuntu-BR-SC no Google+
  • Canal do Ubuntu-BR-SC no YouTube

Mais comentados da semana

Posts recomendados