Interface do LibreOffice: atualizar ou não? Eis a questão!

Interface do LibreOffice: atualizar ou não? Eis a questão!

As discussões sobre a interface do Open e LibreOffice já ocorrem a anos. Há quem diga que ela é feia, antiquada, pouco prática, improdutiva, mas até 2006 essa era a interface comumente usada pelos pacotes Office, independente de seu modelo de licenciamento. Mas aí veio o concorrente proprietário e lançou a versão 2007 de seu pacote de escritórios, e hoje muitos pensam que ela é melhor e mais intuitiva, dizendo que o Libre Office deveria adotar esse tipo de padrão de menus.

Tenho que admitir que fiquei indignado com isso. Quando ocorreu o tal lançamento, tive oportunidade de testar uma versão trial e, além de ficar perdido, descobri que poucas semanas depois já existia um plugin que fazia os menus voltarem ao padrão anterior, até então considerado muito melhor que a interface ribbon.

Interface do LibreOffice: atualizar ou não? Eis a questão!

Menu do OpenOffice: até 2006 todos os pacotes Office tinham esse padrão

Embora o OpenOffice esteja hoje na versão 3.5.3, apostilas e tutoriais escritas na época do lançamento da versão 2.0 são hoje plenamente utilizáveis, não sendo difícil encontrar desde guias rápidos a apostilas avançadas. Uma mudança drástica tornaria todo esse material obsoleto (inútil), exigindo um novo trabalho por parte das comunidades e entidades apoiadoras.

Vi políticos jogando dinheiro de impostos fora comprando licenças proprietárias em pelo menos três ocasiões, com a desculpa de que o Open/LibreOffice não dispõe de funcionalidades que eles precisam, que é muito complicado de usar e reduz o desempenho dos usuários. Esse é um FUD antigo mas ainda divulgado pelos defensores do lado proprietário: o gasto economizado com a licença seria gasto com treinamento dos novos usuários. E desde quando as pessoas nascem sabendo usar o Ms Office? Ninguém nunca precisou gastar dinheiro ou tempo para aprender como trabalhar com algum programa do concorrente do Linux?

Menu ribon: apesar de ter se tornado comum, muitos criticaram a impossibilidade de escolher o tipo de interface preferia usar.

Muito se fala em apoiar a industria brasileira de software, que o governo deveria parar de usar e apoiar o software livre para comprar das empresas nacionais; então pergunto: porque não desenvolvemos nosso próprio pacote de escritório? Sim, isso mesmo! Um pacote office totalmente feito por uma ou mais empresas nacionais. Se essa ideia chegar aos escritórios de empresas proprietárias irão dizer que isso seria muito trabalhoso, que gastariam muito para tal desenvolvimento, que é melhor comprar o do concorrente americano. Ué, cadê a chateação de querer apoio ao produto nacional?

Em 2008 a Receita Federal suspendeu uma licitação para a aquisição de um lote de licenças do Office 2007 orçado em R$ 40,9 milhões, até que o Tribunal de Contas da União (TCU) finalize o processo de exame do pregão. Uma valor bem alto não concordam? Porque não investem “apenas” R$ 1 milhão, contratam 20 programadores que tenham nascido no Brasil e os pagam para fazerem isso por 1 ano? O salário de cada um seria de mais de R$ 4.100,00 ao mês.

Desenvolver a partir do ZERO uma suíte office? Mas o “problema” com o LibreOffice não se limita a questão da interface? Aí é que entra UMA das vantagens de ter acesso irrestrito ao código fonte do software: ao invés de reinventar a roda, pode-se muito bem “investir” em um plugin que deixe a interface padrão igual ao concorrente, ou então criar a opção de escolher qual intergace gráfica o usuário prefere, a atual ou a ribbon. Bem mais barato, rápido e sem a necessidade de criar novos impostos para cuidar da saúde pública.

Quando a IBM resolveu relançar sua suíte Office chamada Lotus Symphony como software livre, optou por uma nova interface, cujo nome desconheço. Infelizmente não houve muito empenho em mantê-la atualizada e recentemente o código foi doado a Apache Foundation, nova mantenedora do OpenOffice. Já que esse código está disponível, então porque não criar uma alternativa para usá-lo? Se houver uma adoção em massa por esse tipo de interface, aí sim será justificado alterar todo material de treinamento já existente.

Interface do Lotus Symphony da IBM: se o código foi doado, porque não oferecer a opção de usá-lo?

Somando todas as contribuições por parte da IBM, essa doação se usada poderá acrescentar nada menos que 30 recursos adicionais ao Open e LibreOffice. Se analisarmos tecnicamente, são recursos muito interessantes e que podem dar um novo impulso a adoção da suíte de escritório open source.

E você leitor, o que acha? Mantém a interface atual, muda em definitivo ou permite ao usuário escolher qual prefere? Já que o OpenOffice agora está livre de qualquer empresa, ainda há sentido em manter-se dois projetos, o Libre e o Open? Deixem seus comentários abaixo (:

Assine nossa newsletter!

Quer receber as novidades mais recentes do Ubuntu na sua caixa de entrada? Informe seu e-mail e clique em Assinar.

  • Assine o feed RSS
  • Siga o Ubuntu-BR-SC no Twitter
  • Curta o Ubuntu-BR-SC no Facebook
  • Ubuntu-BR-SC no Google+
  • Canal do Ubuntu-BR-SC no YouTube


  • HOOG

    Acredito que o correto é permitir que o usuário possa escolher qual interface mais lhe agrada. O ideal é que Libre e Open se tornem um só.

  • HOOG

    Acredito que o correto é permitir que o usuário possa escolher qual interface mais lhe agrada. O ideal é que Libre e Open se tornem um só.

  • HOOG

    Acredito que o correto é permitir que o usuário possa escolher qual interface mais lhe agrada. O ideal é que Libre e Open se tornem um só.

  • Eliseu Carvalho

    Em um mundo de software livre, não faria sentido forçar os usuários a usarem uma nova interface que não querem. O próprio SO Linux existe em várias versões, com várias interfaces. Por que deveria ser diferente no Open/LibreOffice?

  • Eliseu Carvalho

    Em um mundo de software livre, não faria sentido forçar os usuários a usarem uma nova interface que não querem. O próprio SO Linux existe em várias versões, com várias interfaces. Por que deveria ser diferente no Open/LibreOffice?

  • Eliseu Carvalho

    Em um mundo de software livre, não faria sentido forçar os usuários a usarem uma nova interface que não querem. O próprio SO Linux existe em várias versões, com várias interfaces. Por que deveria ser diferente no Open/LibreOffice?

  • http://www.facebook.com/marcosbobsantana Marcos Vinícius Santana

    deixar que o usuário escolha qual interface usar. União entre o Libre e o Oppen seria interessante e a evolução dos offices seria maior, mas o pessoal do libre devem ter a mesma liberdade que conseguiram só agora independentes, já que ela iniciou vários projetos, como do office na web e para android.

    Naverdade podia acontecer de uma nova interface que aproveitasse tanto pc
    quanto no android.

  • http://www.facebook.com/marcosbobsantana Marcos Vinícius Santana

    deixar que o usuário escolha qual interface usar. União entre o Libre e o Oppen seria interessante e a evolução dos offices seria maior, mas o pessoal do libre devem ter a mesma liberdade que conseguiram só agora independentes, já que ela iniciou vários projetos, como do office na web e para android.

    Naverdade podia acontecer de uma nova interface que aproveitasse tanto pc
    quanto no android.

  • http://www.facebook.com/marcosbobsantana Marcos Vinícius Santana

    deixar que o usuário escolha qual interface usar. União entre o Libre e o Oppen seria interessante e a evolução dos offices seria maior, mas o pessoal do libre devem ter a mesma liberdade que conseguiram só agora independentes, já que ela iniciou vários projetos, como do office na web e para android.

    Naverdade podia acontecer de uma nova interface que aproveitasse tanto pc
    quanto no android.

  • Elder Marco

    Tempos atrás foram publicados alguns mockups para o Open Office, mas que nunca foram implementados. Pelo que eu estive vendo na época, muitos melhoravam bastante a interface e pareciam ser bem intuitivos também. Poderiam ser implementados no LibreOffice agora.

  • http://www.eldermarco.com/ Elder Marco

    Tempos atrás foram publicados alguns mockups para o Open Office, mas que nunca foram implementados. Pelo que eu estive vendo na época, muitos melhoravam bastante a interface e pareciam ser bem intuitivos também. Poderiam ser implementados no LibreOffice agora.

  • Elder Marco

    Tempos atrás foram publicados alguns mockups para o Open Office, mas que nunca foram implementados. Pelo que eu estive vendo na época, muitos melhoravam bastante a interface e pareciam ser bem intuitivos também. Poderiam ser implementados no LibreOffice agora.

  • http://twitter.com/maugroh Maurício Grohmann

    Acho um absurdo o governo brasileiro gastar tanto dinheiro adquirindo licenças de softwares proprietários como os editores de texto e etc. Seria muito mais interessante e vantajoso investir em capacitação humana do que simplesmente comprar softwares. Esse modelo atual faz o Brasil perder no quesito desenvolvimento tecnológico e deixa um monte de gente desempregada.

  • http://twitter.com/maugroh Maurício Grohmann

    Acho um absurdo o governo brasileiro gastar tanto dinheiro adquirindo licenças de softwares proprietários como os editores de texto e etc. Seria muito mais interessante e vantajoso investir em capacitação humana do que simplesmente comprar softwares. Esse modelo atual faz o Brasil perder no quesito desenvolvimento tecnológico e deixa um monte de gente desempregada.

  • http://twitter.com/maugroh Maurício Grohmann

    Acho um absurdo o governo brasileiro gastar tanto dinheiro adquirindo licenças de softwares proprietários como os editores de texto e etc. Seria muito mais interessante e vantajoso investir em capacitação humana do que simplesmente comprar softwares. Esse modelo atual faz o Brasil perder no quesito desenvolvimento tecnológico e deixa um monte de gente desempregada.

  • Fabinho

    Acho que o ideal realmente seria o usuário poder escolher qual interface usar. Quanto a fusão entre o Open e o Libre, também acho que seria interessante, porém vale lembrar que são empresas diferentes por trás de cada projeto e a possibilidade de uma fusão é quase zero. E para finalizar acho que isso se aplica às próprias distros Linux, são várias e muitas delas não são tão diferentes a ponto de justificar as divisões que existem, o que acaba afetando negativamente o progresso do Linux.

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Sou da opinião que deveriam ter pelo menos 2 interfaces: a atual e a da Symphony. Na hora de instalar, o usuário escolhe qual prefere. Se arrependeu ou mudou de idéia? Vai no menu e troca.

  • Fabinho

    Acho que o ideal realmente seria o usuário poder escolher qual interface usar. Quanto a fusão entre o Open e o Libre, também acho que seria interessante, porém vale lembrar que são empresas diferentes por trás de cada projeto e a possibilidade de uma fusão é quase zero. E para finalizar acho que isso se aplica às próprias distros Linux, são várias e muitas delas não são tão diferentes a ponto de justificar as divisões que existem, o que acaba afetando negativamente o progresso do Linux.

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Sou da opinião que deveriam ter pelo menos 2 interfaces: a atual e a da Symphony. Na hora de instalar, o usuário escolhe qual prefere. Se arrependeu ou mudou de idéia? Vai no menu e troca.

  • Fabinho

    Acho que o ideal realmente seria o usuário poder escolher qual interface usar. Quanto a fusão entre o Open e o Libre, também acho que seria interessante, porém vale lembrar que são empresas diferentes por trás de cada projeto e a possibilidade de uma fusão é quase zero. E para finalizar acho que isso se aplica às próprias distros Linux, são várias e muitas delas não são tão diferentes a ponto de justificar as divisões que existem, o que acaba afetando negativamente o progresso do Linux.

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Sou da opinião que deveriam ter pelo menos 2 interfaces: a atual e a da Symphony. Na hora de instalar, o usuário escolhe qual prefere. Se arrependeu ou mudou de idéia? Vai no menu e troca.

  • Rafael Ribeiro

    Sou usuário do “concorrente” e God, é difícil voltar a interface pré-ribbon. Uma vez acostumado, tua produtividade cresce demais!

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      É questão de acostumar-se. Comecei usando concorrente, na ver. 3.11, sofri 1 pouco quando comecei a usar o KDE, mas não demorou muito para elevar minha produtividade, visto que não precisava perder tempo com reinicializações, execução de anti-vírus ou formatação.
      Garanto que os usuários do Ubuntu também ficaram um pouco perdidos com a mudança para o Unity, mas depois de um tempo, nem lembravam mais o quanto apanharam.

  • Rafael Ribeiro

    Sou usuário do “concorrente” e God, é difícil voltar a interface pré-ribbon. Uma vez acostumado, tua produtividade cresce demais!

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      É questão de acostumar-se. Comecei usando concorrente, na ver. 3.11, sofri 1 pouco quando comecei a usar o KDE, mas não demorou muito para elevar minha produtividade, visto que não precisava perder tempo com reinicializações, execução de anti-vírus ou formatação.
      Garanto que os usuários do Ubuntu também ficaram um pouco perdidos com a mudança para o Unity, mas depois de um tempo, nem lembravam mais o quanto apanharam.

    • Marcos

      Por que “concorrente”? Não pode falar Microsoft aqui?

  • Rafael Ribeiro

    Sou usuário do “concorrente” e God, é difícil voltar a interface pré-ribbon. Uma vez acostumado, tua produtividade cresce demais!

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      É questão de acostumar-se. Comecei usando concorrente, na ver. 3.11, sofri 1 pouco quando comecei a usar o KDE, mas não demorou muito para elevar minha produtividade, visto que não precisava perder tempo com reinicializações, execução de anti-vírus ou formatação.
      Garanto que os usuários do Ubuntu também ficaram um pouco perdidos com a mudança para o Unity, mas depois de um tempo, nem lembravam mais o quanto apanharam.

    • Marcos

      Por que “concorrente”? Não pode falar Microsoft aqui?

  • http://www.facebook.com/eduardohernacki Eduardo Hernacki

    Show de bola esse post, sentia falta de discutir isso.

    Bem, acho que a interface Ribbon do MS Office é muito boa e eficaz, e creio que as vezes é bobagem sempre esperar pelo usuário. Certas coisas precisam ser forçadas para que evoluam (um exemplo é o Unity).

    O Visual do LibreOffice perde sim, mas quem já trabalhou com O Office 2003, se vira. Muita coisa é manha de usuário, ao meu ver.

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Se levarmos em conta que 100% dos politicos que inventaram fazer a compra de licencas mencionadas no artigo, eram usuarios do 2003 e anteriores, estao fazendo drama quanto a produtividade

      • http://www.facebook.com/eduardohernacki Eduardo Hernacki

        Pois é, dá pra se virar muito bem.

  • http://www.facebook.com/eduardohernacki Eduardo Hernacki

    Show de bola esse post, sentia falta de discutir isso.

    Bem, acho que a interface Ribbon do MS Office é muito boa e eficaz, e creio que as vezes é bobagem sempre esperar pelo usuário. Certas coisas precisam ser forçadas para que evoluam (um exemplo é o Unity).

    O Visual do LibreOffice perde sim, mas quem já trabalhou com O Office 2003, se vira. Muita coisa é manha de usuário, ao meu ver.

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Se levarmos em conta que 100% dos politicos que inventaram fazer a compra de licencas mencionadas no artigo, eram usuarios do 2003 e anteriores, estao fazendo drama quanto a produtividade

      • http://www.facebook.com/eduardohernacki Eduardo Hernacki

        Pois é, dá pra se virar muito bem.

  • http://www.facebook.com/eduardohernacki Eduardo Hernacki

    Show de bola esse post, sentia falta de discutir isso.

    Bem, acho que a interface Ribbon do MS Office é muito boa e eficaz, e creio que as vezes é bobagem sempre esperar pelo usuário. Certas coisas precisam ser forçadas para que evoluam (um exemplo é o Unity).

    O Visual do LibreOffice perde sim, mas quem já trabalhou com O Office 2003, se vira. Muita coisa é manha de usuário, ao meu ver.

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Se levarmos em conta que 100% dos politicos que inventaram fazer a compra de licencas mencionadas no artigo, eram usuarios do 2003 e anteriores, estao fazendo drama quanto a produtividade

      • http://www.facebook.com/eduardohernacki Eduardo Hernacki

        Pois é, dá pra se virar muito bem.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001247584274 Thiago Silva

    Eu acho estranho essa questão das patentes.
    O google chrome usa uma navegação por abas, o firefox também, o bate-papo do facebook e vários outros softwares…

    Porque uma suite de escritório não poderia usar também, só porque uma maldita empresa americana, rica e fútil fez isso primeiro?

    Uma dúvida que eu tenho:
    Se criar um sistema de navegação por abas, mas com um modelo diferente do proposto pela empresa norte americana, seria algo que dava algum problema de patente???

    • David Marchi

      Depende, no Brasil o processo como algo é feito e funciona que á patentiado, a idéia não pode ser patentiada. A Amazon implementou o compre com um clique, aqui no Brasil varias lojas virtuais também já o fizeram. A idéia é livre só o processo/estilo/cor/logos, ou coisas que remontam a identidade da empresa criadora da ideia é que não podem ser copiados. O MS Office é azul claro, com você deve evirtar copiar essas caracteristicas.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001247584274 Thiago Silva

    Eu acho estranho essa questão das patentes.
    O google chrome usa uma navegação por abas, o firefox também, o bate-papo do facebook e vários outros softwares…

    Porque uma suite de escritório não poderia usar também, só porque uma maldita empresa americana, rica e fútil fez isso primeiro?

    Uma dúvida que eu tenho:
    Se criar um sistema de navegação por abas, mas com um modelo diferente do proposto pela empresa norte americana, seria algo que dava algum problema de patente???

    • David Marchi

      Depende, no Brasil o processo como algo é feito e funciona que á patentiado, a idéia não pode ser patentiada. A Amazon implementou o compre com um clique, aqui no Brasil varias lojas virtuais também já o fizeram. A idéia é livre só o processo/estilo/cor/logos, ou coisas que remontam a identidade da empresa criadora da ideia é que não podem ser copiados. O MS Office é azul claro, com você deve evirtar copiar essas caracteristicas.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001247584274 Thiago Silva

    Eu acho estranho essa questão das patentes.
    O google chrome usa uma navegação por abas, o firefox também, o bate-papo do facebook e vários outros softwares…

    Porque uma suite de escritório não poderia usar também, só porque uma maldita empresa americana, rica e fútil fez isso primeiro?

    Uma dúvida que eu tenho:
    Se criar um sistema de navegação por abas, mas com um modelo diferente do proposto pela empresa norte americana, seria algo que dava algum problema de patente???

    • David Marchi

      Depende, no Brasil o processo como algo é feito e funciona que á patentiado, a idéia não pode ser patentiada. A Amazon implementou o compre com um clique, aqui no Brasil varias lojas virtuais também já o fizeram. A idéia é livre só o processo/estilo/cor/logos, ou coisas que remontam a identidade da empresa criadora da ideia é que não podem ser copiados. O MS Office é azul claro, com você deve evirtar copiar essas caracteristicas.

  • Yury

    Deveria vir por padrão a interface Ribon. Pois esta interface está dominando no momento e acho ela bem mais intuitiva e funcional que a atual.
    O LibreOffice e o OpenOffice deveria se fundir e concentrar todos os esforços em manter um único projeto, desta maneira melhoraria o nosso pacote office preferido.

  • Yury

    Deveria vir por padrão a interface Ribon. Pois esta interface está dominando no momento e acho ela bem mais intuitiva e funcional que a atual.
    O LibreOffice e o OpenOffice deveria se fundir e concentrar todos os esforços em manter um único projeto, desta maneira melhoraria o nosso pacote office preferido.

  • Yury

    Deveria vir por padrão a interface Ribon. Pois esta interface está dominando no momento e acho ela bem mais intuitiva e funcional que a atual.
    O LibreOffice e o OpenOffice deveria se fundir e concentrar todos os esforços em manter um único projeto, desta maneira melhoraria o nosso pacote office preferido.

  • Sandelas

    Sinceramente acho que já esta demorando de mais para mudar essa interface. Pode ficar como escolha do usuário, como padrão mas do jeito que está por favor em galera…
    Eles tem que inovar um pouco :s

  • Sandelas

    Sinceramente acho que já esta demorando de mais para mudar essa interface. Pode ficar como escolha do usuário, como padrão mas do jeito que está por favor em galera…
    Eles tem que inovar um pouco :s

  • Sandelas

    Sinceramente acho que já esta demorando de mais para mudar essa interface. Pode ficar como escolha do usuário, como padrão mas do jeito que está por favor em galera…
    Eles tem que inovar um pouco :s

  • Conejo Maldito

    Visual do LibreOffice podia ser inspirado no projeto LibreCad… >>>
    http://news.softpedia.com/news/Introducing-LibreCAD-Free-2D-CAD-Application-244949.shtml <<<

    Alguem mais gostou da idéia?

  • Conejo Maldito

    Visual do LibreOffice podia ser inspirado no projeto LibreCad… >>>
    http://news.softpedia.com/news/Introducing-LibreCAD-Free-2D-CAD-Application-244949.shtml <<<

    Alguem mais gostou da idéia?

  • Conejo Maldito

    Visual do LibreOffice podia ser inspirado no projeto LibreCad… >>>
    http://news.softpedia.com/news/Introducing-LibreCAD-Free-2D-CAD-Application-244949.shtml <<<

    Alguem mais gostou da idéia?

  • eduardo

    Já demorou para aparecer uma nova interface..
    o dia que pudermos alterar a interface como trocamos de ambientes graficos será perfeito

  • eduardo

    Já demorou para aparecer uma nova interface..
    o dia que pudermos alterar a interface como trocamos de ambientes graficos será perfeito

  • eduardo

    Já demorou para aparecer uma nova interface..
    o dia que pudermos alterar a interface como trocamos de ambientes graficos será perfeito

  • Andre Santos

    Acho equivocado colocar a situação da interface como “FIca como está ou
    vira um clone do MS Office”. Na verdade, a falha da interface do
    OpenOffice/LibreOffice é que ela é tem tantas opções que se torna
    intrusiva. Veja, ela já inicia com três faixas só de ferramentas (o
    menu, e duas faixas de botões). Se eu quero desenhar uma tabela, tenho
    que ir no menu, selecionar a opção e surgirá uma nova faixa de botões.

    Se
    eu necessito de muitos recursos, logo ficarei com até 7 ou 9 faixas de
    botões. Claro que posso movê-las e compactar a interface, mas ao ajustar
    o layout das barras, quando terminar o meu trabalho terei que
    retirá-las e ajustar todo o layout na mão de novo. É um retrabalho
    cansativo e frustrante.

    Para telas pequenas, como do meu netbook,
    preciso usar o programa em tela cheia. Pois ainda há uma faixa a mais: o
    painel superior do Gnome Shell, isso não contando a faixa com o nome da
    janela e os botões de fechar. Fica muito cheia a interface.

    No
    entanto, não é necessário transformar o LibreOffice numa cópia da
    interface Ribbon da MS, que também tem suas falhas. Há várias propostas
    que tentam solucionar o problema, mantendo a funcionalidade do LO. Você
    já viu o projeto CitrusUI? Na minha opinião, é a melhor solução para o
    problema, sem fazer toda a documentação ser jogada no lixo, e sem copiar
    nada de ninguém.

    Sobre desenvolver um Office nacional, é
    preciso lembrar que o projeto dura mais que um ano: será preciso
    resolver bugs, incompatibilidades, problemas de segurança e manter o
    software atualizado com as novas tendências de mercado. Além disso,
    lembre-se que o maior “problema” com o LO é não ler perfeitamente o
    formato proprietário dos arquivos da MS. Você acha que uma equipe de 14
    programadores conseguirá decifrar o formato MS em um ano, enquanto a
    comunidade mundial tenta isso há anos?

    Acho que um país manter um
    software é meio complicado. Só de ver os softwares da Receita Federal
    já dá pra ver que o Brasil ainda engatinha em desenvolvimento de
    sistemas. Uma solução Office completa, compatível com o formato MS, de
    boa interface, multiplataforma e segura? Acho que ainda é um sonho alto
    demais para o país….

  • Andre Santos

    Acho equivocado colocar a situação da interface como “FIca como está ou
    vira um clone do MS Office”. Na verdade, a falha da interface do
    OpenOffice/LibreOffice é que ela é tem tantas opções que se torna
    intrusiva. Veja, ela já inicia com três faixas só de ferramentas (o
    menu, e duas faixas de botões). Se eu quero desenhar uma tabela, tenho
    que ir no menu, selecionar a opção e surgirá uma nova faixa de botões.

    Se
    eu necessito de muitos recursos, logo ficarei com até 7 ou 9 faixas de
    botões. Claro que posso movê-las e compactar a interface, mas ao ajustar
    o layout das barras, quando terminar o meu trabalho terei que
    retirá-las e ajustar todo o layout na mão de novo. É um retrabalho
    cansativo e frustrante.

    Para telas pequenas, como do meu netbook,
    preciso usar o programa em tela cheia. Pois ainda há uma faixa a mais: o
    painel superior do Gnome Shell, isso não contando a faixa com o nome da
    janela e os botões de fechar. Fica muito cheia a interface.

    No
    entanto, não é necessário transformar o LibreOffice numa cópia da
    interface Ribbon da MS, que também tem suas falhas. Há várias propostas
    que tentam solucionar o problema, mantendo a funcionalidade do LO. Você
    já viu o projeto CitrusUI? Na minha opinião, é a melhor solução para o
    problema, sem fazer toda a documentação ser jogada no lixo, e sem copiar
    nada de ninguém.

    Sobre desenvolver um Office nacional, é
    preciso lembrar que o projeto dura mais que um ano: será preciso
    resolver bugs, incompatibilidades, problemas de segurança e manter o
    software atualizado com as novas tendências de mercado. Além disso,
    lembre-se que o maior “problema” com o LO é não ler perfeitamente o
    formato proprietário dos arquivos da MS. Você acha que uma equipe de 14
    programadores conseguirá decifrar o formato MS em um ano, enquanto a
    comunidade mundial tenta isso há anos?

    Acho que um país manter um
    software é meio complicado. Só de ver os softwares da Receita Federal
    já dá pra ver que o Brasil ainda engatinha em desenvolvimento de
    sistemas. Uma solução Office completa, compatível com o formato MS, de
    boa interface, multiplataforma e segura? Acho que ainda é um sonho alto
    demais para o país….

  • Andre Santos

    Acho equivocado colocar a situação da interface como “FIca como está ou
    vira um clone do MS Office”. Na verdade, a falha da interface do
    OpenOffice/LibreOffice é que ela é tem tantas opções que se torna
    intrusiva. Veja, ela já inicia com três faixas só de ferramentas (o
    menu, e duas faixas de botões). Se eu quero desenhar uma tabela, tenho
    que ir no menu, selecionar a opção e surgirá uma nova faixa de botões.

    Se
    eu necessito de muitos recursos, logo ficarei com até 7 ou 9 faixas de
    botões. Claro que posso movê-las e compactar a interface, mas ao ajustar
    o layout das barras, quando terminar o meu trabalho terei que
    retirá-las e ajustar todo o layout na mão de novo. É um retrabalho
    cansativo e frustrante.

    Para telas pequenas, como do meu netbook,
    preciso usar o programa em tela cheia. Pois ainda há uma faixa a mais: o
    painel superior do Gnome Shell, isso não contando a faixa com o nome da
    janela e os botões de fechar. Fica muito cheia a interface.

    No
    entanto, não é necessário transformar o LibreOffice numa cópia da
    interface Ribbon da MS, que também tem suas falhas. Há várias propostas
    que tentam solucionar o problema, mantendo a funcionalidade do LO. Você
    já viu o projeto CitrusUI? Na minha opinião, é a melhor solução para o
    problema, sem fazer toda a documentação ser jogada no lixo, e sem copiar
    nada de ninguém.

    Sobre desenvolver um Office nacional, é
    preciso lembrar que o projeto dura mais que um ano: será preciso
    resolver bugs, incompatibilidades, problemas de segurança e manter o
    software atualizado com as novas tendências de mercado. Além disso,
    lembre-se que o maior “problema” com o LO é não ler perfeitamente o
    formato proprietário dos arquivos da MS. Você acha que uma equipe de 14
    programadores conseguirá decifrar o formato MS em um ano, enquanto a
    comunidade mundial tenta isso há anos?

    Acho que um país manter um
    software é meio complicado. Só de ver os softwares da Receita Federal
    já dá pra ver que o Brasil ainda engatinha em desenvolvimento de
    sistemas. Uma solução Office completa, compatível com o formato MS, de
    boa interface, multiplataforma e segura? Acho que ainda é um sonho alto
    demais para o país….

  • http://www.facebook.com/people/Anderson-Dos-Santos/100001105823750 Anderson Dos Santos

    Ja deveria ter atualizado sim. A suite libre é muito funcional, melhor que os offices até versão 2000, só que vou falar… é feio de mais.

    A estética do software tem que acompanhar a evolução das interfaces graficas, pois caso contrario o nivel de dificuldade da mesma vai aumentando aos poucos, alem de que a aparência rustica afasta novos usuários que tendem a julgar o software como datado.

    Os softwares livre em geral ja alcançaram a muito a funcionalidade e estabilidade, devemos nos esforçar também no design.

    Não precisa copiar o MS office, mas precisa de renovação, apra algo mais funcional e intuitivo.

    • Neliton

      Acho que a questão do visual do Libre Office é uma unanimidade, todo mundo quer uma atualização. Mas neste momento eles parecem estar priorizando a limpeza e otimização do código, que é um legado de anos e anos, para que, no futuro, melhorias estéticas e funcionais possam ser implementadas e mantidas de maneira mais simples e rápida.

      A versão 3.6, que será lançada em agosto/2012, não tem grandes novidades. Duvido que a versão 3.7, a ser lançada em fevereiro/2013, traga também grandes inovações. Pelo jeito, teremos que esperar o LO 4. Mas que venha logo!

      • http://www.facebook.com/people/Anderson-Dos-Santos/100001105823750 Anderson Dos Santos

        Sobre o desempenho do Libre office. No Escritório uso um Core i5 com Windows 7, veio com Um office 2010 la mas instalei o Libre novo,

        Uma planilha XLS esta abrindo 4 segundos mais rápido no Libre kkk

  • http://www.facebook.com/people/Anderson-Dos-Santos/100001105823750 Anderson Dos Santos

    Ja deveria ter atualizado sim. A suite libre é muito funcional, melhor que os offices até versão 2000, só que vou falar… é feio de mais.

    A estética do software tem que acompanhar a evolução das interfaces graficas, pois caso contrario o nivel de dificuldade da mesma vai aumentando aos poucos, alem de que a aparência rustica afasta novos usuários que tendem a julgar o software como datado.

    Os softwares livre em geral ja alcançaram a muito a funcionalidade e estabilidade, devemos nos esforçar também no design.

    Não precisa copiar o MS office, mas precisa de renovação, apra algo mais funcional e intuitivo.

    • Neliton

      Acho que a questão do visual do Libre Office é uma unanimidade, todo mundo quer uma atualização. Mas neste momento eles parecem estar priorizando a limpeza e otimização do código, que é um legado de anos e anos, para que, no futuro, melhorias estéticas e funcionais possam ser implementadas e mantidas de maneira mais simples e rápida.

      A versão 3.6, que será lançada em agosto/2012, não tem grandes novidades. Duvido que a versão 3.7, a ser lançada em fevereiro/2013, traga também grandes inovações. Pelo jeito, teremos que esperar o LO 4. Mas que venha logo!

      • http://www.facebook.com/people/Anderson-Dos-Santos/100001105823750 Anderson Dos Santos

        Sobre o desempenho do Libre office. No Escritório uso um Core i5 com Windows 7, veio com Um office 2010 la mas instalei o Libre novo,

        Uma planilha XLS esta abrindo 4 segundos mais rápido no Libre kkk

    • victor silva

      Concordo plenamente com o comentário do Anderson. Uso o Libro office todos os dias no meu Pinguy OS, e acho que a funcionalidade tem se mantido boa, mesmo para gente como eu que trabalha com pesquisa acadêmica e com texto todos os dia. agora se mudasse um pouco o visual, não atrapalharia, e afinal, o linux que eu conheço sempre permite que no fim eu modifique tudo novamente, ou não?

  • Anderson Dos Santos

    Ja deveria ter atualizado sim. A suite libre é muito funcional, melhor que os offices até versão 2000, só que vou falar… é feio de mais.

    A estética do software tem que acompanhar a evolução das interfaces graficas, pois caso contrario o nivel de dificuldade da mesma vai aumentando aos poucos, alem de que a aparência rustica afasta novos usuários que tendem a julgar o software como datado.

    Os softwares livre em geral ja alcançaram a muito a funcionalidade e estabilidade, devemos nos esforçar também no design.

    Não precisa copiar o MS office, mas precisa de renovação, apra algo mais funcional e intuitivo.

    • Neliton

      Acho que a questão do visual do Libre Office é uma unanimidade, todo mundo quer uma atualização. Mas neste momento eles parecem estar priorizando a limpeza e otimização do código, que é um legado de anos e anos, para que, no futuro, melhorias estéticas e funcionais possam ser implementadas e mantidas de maneira mais simples e rápida.

      A versão 3.6, que será lançada em agosto/2012, não tem grandes novidades. Duvido que a versão 3.7, a ser lançada em fevereiro/2013, traga também grandes inovações. Pelo jeito, teremos que esperar o LO 4. Mas que venha logo!

      • Anderson Dos Santos

        Sobre o desempenho do Libre office. No Escritório uso um Core i5 com Windows 7, veio com Um office 2010 la mas instalei o Libre novo,

        Uma planilha XLS esta abrindo 4 segundos mais rápido no Libre kkk

    • victor silva

      Concordo plenamente com o comentário do Anderson. Uso o Libro office todos os dias no meu Pinguy OS, e acho que a funcionalidade tem se mantido boa, mesmo para gente como eu que trabalha com pesquisa acadêmica e com texto todos os dia. agora se mudasse um pouco o visual, não atrapalharia, e afinal, o linux que eu conheço sempre permite que no fim eu modifique tudo novamente, ou não?

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Mudar pra melhorar, tudo bem, o duro é quando mudam simplesmente pra
    mudar sem se importar se aquilo vai melhorar algo ou não. Já fizeram
    pesquisas e o resultado foi que o ribbon facilita a vida do usuário
    iniciante, mas dificulta a vida do usuário avançado. Ou seja: justamente
    quem mais precisa do programa teve sua experiência degradada pela
    mudança.
    Os riscos de se tentar, é que além das vitórias, há também as derrotas,
    entre tentativas e erros, sair de algo estável, costumeiro, para algo
    novo, pode trazer novos prazeres ou novas amarguras, e tudo é um jogo, e
    jogar requer arriscar, e tem riscos que não valem a pena, já outros,
    sim, tudo muito relativo.

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Mudar pra melhorar, tudo bem, o duro é quando mudam simplesmente pra
    mudar sem se importar se aquilo vai melhorar algo ou não. Já fizeram
    pesquisas e o resultado foi que o ribbon facilita a vida do usuário
    iniciante, mas dificulta a vida do usuário avançado. Ou seja: justamente
    quem mais precisa do programa teve sua experiência degradada pela
    mudança.
    Os riscos de se tentar, é que além das vitórias, há também as derrotas,
    entre tentativas e erros, sair de algo estável, costumeiro, para algo
    novo, pode trazer novos prazeres ou novas amarguras, e tudo é um jogo, e
    jogar requer arriscar, e tem riscos que não valem a pena, já outros,
    sim, tudo muito relativo.

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Mudar pra melhorar, tudo bem, o duro é quando mudam simplesmente pra
    mudar sem se importar se aquilo vai melhorar algo ou não. Já fizeram
    pesquisas e o resultado foi que o ribbon facilita a vida do usuário
    iniciante, mas dificulta a vida do usuário avançado. Ou seja: justamente
    quem mais precisa do programa teve sua experiência degradada pela
    mudança.
    Os riscos de se tentar, é que além das vitórias, há também as derrotas,
    entre tentativas e erros, sair de algo estável, costumeiro, para algo
    novo, pode trazer novos prazeres ou novas amarguras, e tudo é um jogo, e
    jogar requer arriscar, e tem riscos que não valem a pena, já outros,
    sim, tudo muito relativo.

  • Sergio Santana

    Amigos, muito sinceramente, a interface do Libre não me oferece nenhuma dificuldade. Mudar para ficar mais bonita? Pode ser. Mas não vejo como algo essencial.

  • Sergio Santana

    Amigos, muito sinceramente, a interface do Libre não me oferece nenhuma dificuldade. Mudar para ficar mais bonita? Pode ser. Mas não vejo como algo essencial.

  • Sergio Santana

    Amigos, muito sinceramente, a interface do Libre não me oferece nenhuma dificuldade. Mudar para ficar mais bonita? Pode ser. Mas não vejo como algo essencial.

  • http://www.facebook.com/people/Luiz-Marques-Lucas-Filho/1259056251 Luiz Marques Lucas Filho

    Olá Daigo,

    Escrevi um post no blog da empresa sobre a aparência do LibreOffice, veja como pode ficar o LibreOffice quando se usa Linux: http://open-ce.blogspot.com.br/

    Até mais,
    Lucas Filho

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Já olhei. Atualmente não é possível mudar muito, no máximo a quantidade de barras no menu, infelizmente. Mas quem sabe no futuro, de preferência, próximo, possamos escolher a interface que mais nos agrada.

  • http://www.facebook.com/people/Luiz-Marques-Lucas-Filho/1259056251 Luiz Marques Lucas Filho

    Olá Daigo,

    Escrevi um post no blog da empresa sobre a aparência do LibreOffice, veja como pode ficar o LibreOffice quando se usa Linux: http://open-ce.blogspot.com.br/

    Até mais,
    Lucas Filho

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Já olhei. Atualmente não é possível mudar muito, no máximo a quantidade de barras no menu, infelizmente. Mas quem sabe no futuro, de preferência, próximo, possamos escolher a interface que mais nos agrada.

  • http://www.facebook.com/people/Luiz-Marques-Lucas-Filho/1259056251 Luiz Marques Lucas Filho

    Olá Daigo,

    Escrevi um post no blog da empresa sobre a aparência do LibreOffice, veja como pode ficar o LibreOffice quando se usa Linux: http://open-ce.blogspot.com.br/

    Até mais,
    Lucas Filho

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Já olhei. Atualmente não é possível mudar muito, no máximo a quantidade de barras no menu, infelizmente. Mas quem sabe no futuro, de preferência, próximo, possamos escolher a interface que mais nos agrada.

  • Cálcio

    Desde que ñ seja igual aquela coisa tosca que o “Libbon” (limbo) rs. Acho q se for algo parecido com o da apache fica melhor ainda mais em monitores wide.

  • Cálcio

    Desde que ñ seja igual aquela coisa tosca que o “Libbon” (limbo) rs. Acho q se for algo parecido com o da apache fica melhor ainda mais em monitores wide.

  • Cálcio

    Desde que ñ seja igual aquela coisa tosca que o “Libbon” (limbo) rs. Acho q se for algo parecido com o da apache fica melhor ainda mais em monitores wide.

  • http://www.facebook.com/prof.alexandre.fim Alexandre Mat
  • http://www.facebook.com/prof.alexandre.fim Alexandre Mat
  • http://www.facebook.com/prof.alexandre.fim Alexandre Mat
  • http://www.facebook.com/thiagonazareno.dejesus Thiago Nazareno de Jesus

    Como faço para colocar a interface Ribbon no Libre Office?
    P.S.: Por favor, não me apedrejem!

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Não coloca, essa opção, até aonde sei, não existe.

  • http://www.facebook.com/thiagonazareno.dejesus Thiago Nazareno de Jesus

    Como faço para colocar a interface Ribbon no Libre Office?
    P.S.: Por favor, não me apedrejem!

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Não coloca, essa opção, até aonde sei, não existe.

  • http://www.facebook.com/thiagonazareno.dejesus Thiago Nazareno de Jesus

    Como faço para colocar a interface Ribbon no Libre Office?
    P.S.: Por favor, não me apedrejem!

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Não coloca, essa opção, até aonde sei, não existe.

  • Hélio

    Gostaria que eles atualizassem os ícones do Writer, Calc etc, pois o do OpenOffice é bem mais bonito.

  • Hélio

    Gostaria que eles atualizassem os ícones do Writer, Calc etc, pois o do OpenOffice é bem mais bonito.

  • Hélio

    Gostaria que eles atualizassem os ícones do Writer, Calc etc, pois o do OpenOffice é bem mais bonito.

  • Rafael Corsi

    Eu gostaria de ver essa interface no libreoffice:
    http://clickortap.wordpress.com/2011/05/01/citrus-overview/
    Abs

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Boa!
      Não sei se vc sabe Rafael, mas na versão 1.3 do Open, havia uma barra lateral. Porém, como na época, não era comum termos monitores widescreen, além deles terem entre 14, 15, no máximo 17 polegadas, uma barra como essa acabava atrapalhando 1 pouco. Engraçado, essa barra foi removida para deixa-lo mais próximo ao concorrente, facilitando na adaptação dos usuários que quisessem migrar. Na época deu muito certo, mas agora ter que mudar de novo, só pra seguir moda, sou contra.

  • Rafael Corsi

    Eu gostaria de ver essa interface no libreoffice:
    http://clickortap.wordpress.com/2011/05/01/citrus-overview/
    Abs

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Boa!
      Não sei se vc sabe Rafael, mas na versão 1.3 do Open, havia uma barra lateral. Porém, como na época, não era comum termos monitores widescreen, além deles terem entre 14, 15, no máximo 17 polegadas, uma barra como essa acabava atrapalhando 1 pouco. Engraçado, essa barra foi removida para deixa-lo mais próximo ao concorrente, facilitando na adaptação dos usuários que quisessem migrar. Na época deu muito certo, mas agora ter que mudar de novo, só pra seguir moda, sou contra.

  • Rafael Corsi

    Eu gostaria de ver essa interface no libreoffice:
    http://clickortap.wordpress.com/2011/05/01/citrus-overview/
    Abs

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      Boa!
      Não sei se vc sabe Rafael, mas na versão 1.3 do Open, havia uma barra lateral. Porém, como na época, não era comum termos monitores widescreen, além deles terem entre 14, 15, no máximo 17 polegadas, uma barra como essa acabava atrapalhando 1 pouco. Engraçado, essa barra foi removida para deixa-lo mais próximo ao concorrente, facilitando na adaptação dos usuários que quisessem migrar. Na época deu muito certo, mas agora ter que mudar de novo, só pra seguir moda, sou contra.

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Para quem não conhece, essa era a interface original do Star/Open Office:

    http://universidadepublica.org/wp-content/uploads/2012/03/open-office.jpg

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Para quem não conhece, essa era a interface original do Star/Open Office:

    http://universidadepublica.org/wp-content/uploads/2012/03/open-office.jpg

  • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

    Para quem não conhece, essa era a interface original do Star/Open Office:

    http://universidadepublica.org/wp-content/uploads/2012/03/open-office.jpg

  • Karls

    Minha opinião: A interface o Libre/Open Office é demasiada ultrapassada, concordo com o comentario do Anderson, é feio demais. A interface Ribbon apesar de ter sido uma mudança radical, quando se acostuma, aumenta e muito a produtividade, ainda mais para quem precisa muito formatar textos, estar com as metricas corretas com as regras da ABNT por exemplo. Sim, o software livre tem que evoluir, e aquele papo de “a mas ta bão do jeito que tá”, acho que tem que ter um momento para tudo, o Libre/Open Office ja está maduro o suficiente para estar nos escritorios, mas usuário não quer saber de coisa feia, isso que o povo tem que entender, quem se presta a entender e se adaptar logo pega o jeito, mas as empresas não querem isso, querem o funcionario dando mil por hora e o programa tem que ser feito pra isso. Não tenho medo de falar, a interface Ribbon e o proprio Symphony estão a frente sim, são mais agradavéis a navegação, mais facil de achar as opções, e é isso que conta quando alguem quer usar um programa, quero gastar menos tempo possivel para fazer tal tarefa, e nisso a interface tem que ajudar, tem que ser o carro chefe, porque por baixo, ta tudo certinho. Agora aqueles que acham que tudo tem que ficar como era, é só lembrar de como era o KDE a uns tempos atras e ver agora, me fala que está pior? Ou o gnome que evoluiu e está mais bonito? O proprio Unity que faço uso e realmente me vem aquela pergunta “Como consegui sobreviver antes dele?. Interface conta, porque o que agrada os olhos sendo feito com qualidade, vira preferencia. Eu gostaria de ter uma ferrari, que além de bonita tem um conjunto por baixo do capô que faz inveja, então porque o Libre/Open Office não pode ser assim também? Fica a pergunta.

    • Hugo

      “A interface Ribbon apesar de ter sido uma mudança radical, quando se acostuma, aumenta e muito a produtividade, ainda mais para quem precisa muito formatar textos, estar com as metricas corretas com as regras da ABNT por exemplo.”

      Desculpe, a Ribbon não aumenta produtividade. Pelo contrário, a diminui. Se você precisa clicar mais vezes e mover o mouse mais pra fazer a mesma coisa, não se aumenta produtividade. O que a Ribbon faz bem é organizar e contextualizar bem a interface, tornando mais fácil seu uso. Mas para usuários antigos, é pior.

      No mais, nunca vai alguem reclamar de produtividade com a ABNT, no LibreOffice. Basta criar os estilos ABNT que tudo estará resolvido. Basta ir digitando que as formatações vão mudando automaticamente (estilos com “próximo estilo”). O computador é muito mais que uma maquina de escrever elaborada… É um *processador* de textos.

  • Karls

    Minha opinião: A interface o Libre/Open Office é demasiada ultrapassada, concordo com o comentario do Anderson, é feio demais. A interface Ribbon apesar de ter sido uma mudança radical, quando se acostuma, aumenta e muito a produtividade, ainda mais para quem precisa muito formatar textos, estar com as metricas corretas com as regras da ABNT por exemplo. Sim, o software livre tem que evoluir, e aquele papo de “a mas ta bão do jeito que tá”, acho que tem que ter um momento para tudo, o Libre/Open Office ja está maduro o suficiente para estar nos escritorios, mas usuário não quer saber de coisa feia, isso que o povo tem que entender, quem se presta a entender e se adaptar logo pega o jeito, mas as empresas não querem isso, querem o funcionario dando mil por hora e o programa tem que ser feito pra isso. Não tenho medo de falar, a interface Ribbon e o proprio Symphony estão a frente sim, são mais agradavéis a navegação, mais facil de achar as opções, e é isso que conta quando alguem quer usar um programa, quero gastar menos tempo possivel para fazer tal tarefa, e nisso a interface tem que ajudar, tem que ser o carro chefe, porque por baixo, ta tudo certinho. Agora aqueles que acham que tudo tem que ficar como era, é só lembrar de como era o KDE a uns tempos atras e ver agora, me fala que está pior? Ou o gnome que evoluiu e está mais bonito? O proprio Unity que faço uso e realmente me vem aquela pergunta “Como consegui sobreviver antes dele?. Interface conta, porque o que agrada os olhos sendo feito com qualidade, vira preferencia. Eu gostaria de ter uma ferrari, que além de bonita tem um conjunto por baixo do capô que faz inveja, então porque o Libre/Open Office não pode ser assim também? Fica a pergunta.

  • Karls

    Minha opinião: A interface o Libre/Open Office é demasiada ultrapassada, concordo com o comentario do Anderson, é feio demais. A interface Ribbon apesar de ter sido uma mudança radical, quando se acostuma, aumenta e muito a produtividade, ainda mais para quem precisa muito formatar textos, estar com as metricas corretas com as regras da ABNT por exemplo. Sim, o software livre tem que evoluir, e aquele papo de “a mas ta bão do jeito que tá”, acho que tem que ter um momento para tudo, o Libre/Open Office ja está maduro o suficiente para estar nos escritorios, mas usuário não quer saber de coisa feia, isso que o povo tem que entender, quem se presta a entender e se adaptar logo pega o jeito, mas as empresas não querem isso, querem o funcionario dando mil por hora e o programa tem que ser feito pra isso. Não tenho medo de falar, a interface Ribbon e o proprio Symphony estão a frente sim, são mais agradavéis a navegação, mais facil de achar as opções, e é isso que conta quando alguem quer usar um programa, quero gastar menos tempo possivel para fazer tal tarefa, e nisso a interface tem que ajudar, tem que ser o carro chefe, porque por baixo, ta tudo certinho. Agora aqueles que acham que tudo tem que ficar como era, é só lembrar de como era o KDE a uns tempos atras e ver agora, me fala que está pior? Ou o gnome que evoluiu e está mais bonito? O proprio Unity que faço uso e realmente me vem aquela pergunta “Como consegui sobreviver antes dele?. Interface conta, porque o que agrada os olhos sendo feito com qualidade, vira preferencia. Eu gostaria de ter uma ferrari, que além de bonita tem um conjunto por baixo do capô que faz inveja, então porque o Libre/Open Office não pode ser assim também? Fica a pergunta.

  • http://www.facebook.com/andrenaves7 Andre Naves

    Bom eu já não uso editores de texto e planilhas no desktop há um bom tempo, uso e prefiro o Google Docs por inúmeros motivos um deles é a simplicidade no visual.

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      E o que exatamente o torna visualmente simples?

      • http://www.facebook.com/andrenaves7 Andre Naves

        Algumas coisas como opções que eu nunca uso na barra de tarefas (não sei se dá para configurar no libre office), os ícones do Google Docs são mais limpos também.
        Mas não é apenas por isso que prefiro o google docs, tem o fato de poder compartilhar os documentos online com maior facilidade e independente de sistema operacional, isso para mim é o mais importante pois a maioria dos documentos que trabalho precisam ser compartilhados com usuários de diferentes plataformas e na hora de fazer o download basta a pessoa escolher o formato.

  • http://www.facebook.com/andrenaves7 Andre Naves

    Bom eu já não uso editores de texto e planilhas no desktop há um bom tempo, uso e prefiro o Google Docs por inúmeros motivos um deles é a simplicidade no visual.

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      E o que exatamente o torna visualmente simples?

      • http://www.facebook.com/andrenaves7 Andre Naves

        Algumas coisas como opções que eu nunca uso na barra de tarefas (não sei se dá para configurar no libre office), os ícones do Google Docs são mais limpos também.
        Mas não é apenas por isso que prefiro o google docs, tem o fato de poder compartilhar os documentos online com maior facilidade e independente de sistema operacional, isso para mim é o mais importante pois a maioria dos documentos que trabalho precisam ser compartilhados com usuários de diferentes plataformas e na hora de fazer o download basta a pessoa escolher o formato.

  • http://www.facebook.com/andrenaves7 Andre Naves

    Bom eu já não uso editores de texto e planilhas no desktop há um bom tempo, uso e prefiro o Google Docs por inúmeros motivos um deles é a simplicidade no visual.

    • http://www.facebook.com/people/Daigo-Asuka/100001539766703 Daigo Asuka

      E o que exatamente o torna visualmente simples?

      • http://www.facebook.com/andrenaves7 Andre Naves

        Algumas coisas como opções que eu nunca uso na barra de tarefas (não sei se dá para configurar no libre office), os ícones do Google Docs são mais limpos também.
        Mas não é apenas por isso que prefiro o google docs, tem o fato de poder compartilhar os documentos online com maior facilidade e independente de sistema operacional, isso para mim é o mais importante pois a maioria dos documentos que trabalho precisam ser compartilhados com usuários de diferentes plataformas e na hora de fazer o download basta a pessoa escolher o formato.

  • Robson Costa

    Se me permitem uma opinião sincera, o “concorrente” em sua versão 2010 tem tantos recursos para quem trabalha com documentos que exijam manipulação de imagens no próprio programa que fica difícil trocá-lo pelo libre/open office. Ao meu ver deveria-se olhar mais para a melhoria de recursos tornando-os mais intuitivos e completos e menos para a interface, que para mim bastaria uma atualização nos ícones dos botões, como acontece quando instalado no Big Linux.

  • Robson Costa

    Se me permitem uma opinião sincera, o “concorrente” em sua versão 2010 tem tantos recursos para quem trabalha com documentos que exijam manipulação de imagens no próprio programa que fica difícil trocá-lo pelo libre/open office. Ao meu ver deveria-se olhar mais para a melhoria de recursos tornando-os mais intuitivos e completos e menos para a interface, que para mim bastaria uma atualização nos ícones dos botões, como acontece quando instalado no Big Linux.

  • Robson Costa

    Se me permitem uma opinião sincera, o “concorrente” em sua versão 2010 tem tantos recursos para quem trabalha com documentos que exijam manipulação de imagens no próprio programa que fica difícil trocá-lo pelo libre/open office. Ao meu ver deveria-se olhar mais para a melhoria de recursos tornando-os mais intuitivos e completos e menos para a interface, que para mim bastaria uma atualização nos ícones dos botões, como acontece quando instalado no Big Linux.

  • Eliton Luiz

    Sinceramente, eu não gosto da interface atual do MOffice, acho confusa. Claro não uso muito ferramentas de escritorio, a que mais uso são processadores de texto. Acho interface do libreoffice intuitiva e descomplicada, limpa descreve bem. Porem, eles poderiam deixá-la mais bonita e moderna.

  • http://www.facebook.com/people/Eliton-Luiz/100003391791513 Eliton Luiz

    Sinceramente, eu não gosto da interface atual do MOffice, acho confusa. Claro não uso muito ferramentas de escritorio, a que mais uso são processadores de texto. Acho interface do libreoffice intuitiva e descomplicada, limpa descreve bem. Porem, eles poderiam deixá-la mais bonita e moderna.

  • http://www.facebook.com/people/Eliton-Luiz/100003391791513 Eliton Luiz

    Sinceramente, eu não gosto da interface atual do MOffice, acho confusa. Claro não uso muito ferramentas de escritorio, a que mais uso são processadores de texto. Acho interface do libreoffice intuitiva e descomplicada, limpa descreve bem. Porem, eles poderiam deixá-la mais bonita e moderna.

  • Grafeno Soares

    Interface

    Eu já penso que a mudança visual é inevitável, um caminho sem volta, como uma versão do LibO para tablets.
    Acho que não mudaram ainda por questões de prioridades: primeiro limpeza do código, aumento do desempenho, melhorias estruturais, para depois colocar a cereja do bolo, que é uma nova interface funcional.

    LibO x AOO

    Prefiro que continuem os dois projetos, pois assim existirá uma “concorrência”, que excluído o fanatismo de alguns “defensores”, só tem a levar uma evolução mais rápida. Com dois projetos abre margem para a escolha do usuário. As decisões estratégicas dos dois times nunca serão idênticas, logo vai levar uma diferenciação, criando características particulares em cada projeto.

  • Grafeno Soares

    Interface

    Eu já penso que a mudança visual é inevitável, um caminho sem volta, como uma versão do LibO para tablets.
    Acho que não mudaram ainda por questões de prioridades: primeiro limpeza do código, aumento do desempenho, melhorias estruturais, para depois colocar a cereja do bolo, que é uma nova interface funcional.

    LibO x AOO

    Prefiro que continuem os dois projetos, pois assim existirá uma “concorrência”, que excluído o fanatismo de alguns “defensores”, só tem a levar uma evolução mais rápida. Com dois projetos abre margem para a escolha do usuário. As decisões estratégicas dos dois times nunca serão idênticas, logo vai levar uma diferenciação, criando características particulares em cada projeto.

  • Grafeno Soares

    Interface

    Eu já penso que a mudança visual é inevitável, um caminho sem volta, como uma versão do LibO para tablets.
    Acho que não mudaram ainda por questões de prioridades: primeiro limpeza do código, aumento do desempenho, melhorias estruturais, para depois colocar a cereja do bolo, que é uma nova interface funcional.

    LibO x AOO

    Prefiro que continuem os dois projetos, pois assim existirá uma “concorrência”, que excluído o fanatismo de alguns “defensores”, só tem a levar uma evolução mais rápida. Com dois projetos abre margem para a escolha do usuário. As decisões estratégicas dos dois times nunca serão idênticas, logo vai levar uma diferenciação, criando características particulares em cada projeto.

  • francis

    Como fazer para instalar essa interface no libre office 3.5?

  • francis

    Como fazer para instalar essa interface no libre office 3.5?

  • Roney Milan

    essa interface do lotus, se vc reparar bem, ja é bem parecida com o do office 2010, o caso seria apenas pegar o sdk dele, o codigo fonte e mover os componentes para a barra de cima, e deixar como opicional para o usuario, assim como fizeram no gimp e emesene

  • http://www.facebook.com/roney333 Roney Milan

    essa interface do lotus, se vc reparar bem, ja é bem parecida com o do office 2010, o caso seria apenas pegar o sdk dele, o codigo fonte e mover os componentes para a barra de cima, e deixar como opicional para o usuario, assim como fizeram no gimp e emesene

  • Felipe

    Sou fã do Libre Office. sua funcionalidade é indiscutível, especialmente nos 3 softwares mais utilizados (Calc,Writer e Impress). até aí, realmente não vejo o porque de adquirir o Microsoft Office. de que adianta milhares de recursos se 90% das pessoas não o sabem utilizar? Porém, ainda vejo o BASE como o aplicativo mais “frágil” da suíte. Embora seja um aplicativo poderoso, ainda está muito distante do Access. mas, como a vasta maioria das pessoas nem sabe para que serve um SGBD, nem é preciso adentrar-se mais nesta questão.

  • Romilton

    Ja esta na hora de atualizar a interfase, uso a muito tempo o libre office faço treinamentos para usuarios e recomendo o seu uso, a opção de escolher a interfase deixa a escolha do usuario.